segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

CRÔNICA DO DIA

Cheguei. Lá, sorrisos e olhares acolheram meu acanhamento natural, fantasiado de descontração. Almoço farto e colorido, generoso na quantidade e na recepção. Mulheres de várias idades e o cartaz na entrada: “Violência, aqui, NÃO!”.

Meus pensamentos voaram naquele instante, como um filme, repetindo em minha memória todas as violências contra mulheres deste ano... Meu Deus! Silencie minha mente! Hoje, é festa! Hoje é Confraternização! Mas, o desfile continuava. Marias de todo canto insistiam em participar do meu momento de encontro...

Ali, uma a uma vieram com abraço e palavras de boas-vindas. Em cada uma, sentia uma história que se revelava no olhar, nas mãos, nos cabelos grisalhos, ou não. Guerreiras todas. Teimosas tecedoras de sonhos, compartilhando um momento de Paz, brincadeiras e agradecimentos por mais um ano que se encerra, pelas conquistas do tempo que passou, esperança no tempo que virá e, no meio das apresentações, uma frase no ar: “O tempo passou e não me dei conta...” A frase foi um impacto em mim ao vê-la tão franzina, tão enrugada, pequenina, espantada com o fato de ter a idade que tinha, como se realmente nunca se tivesse dado conta de que há muito o tempo havia branqueado seus cabelos, enfraquecido suas pernas e brincado com sua lucidez. Senhor! Que coisa fantástica!

Depois do almoço, dinâmicas de confraternização, amigo oculto, e em mim o “oculto” era Tua Face Senhor, que mansamente, fui vendo nos rostos daquelas mulheres. Tua Face diante de mim, Teu Natal em mim, nascendo em cada face, em cada abraço, em cada sorriso. Tua Face de Amor, Senhor... Sim, é Natal!

Obrigada, à Associação das Mulheres Dinâmicas de Condado! Feliz Natal para cada uma de vocês também!

Cristina Manga
2008

Nenhum comentário :

Postar um comentário