sábado, 24 de janeiro de 2009

AMOR



                    Não diga nada. Não é preciso.
                    Basta esse olhar,
                    esse toque quase sutil
                    que apenas passa leve
                    e não deixa dúvidas
                    do mundo de amor e ternura
                    que fazem a minha loucura.

                    Mas se falar, fale tudo.
                    Não deixe nada guardado.
                    Fale e tome posse
                    com todas as letras e atos
                    do que já é teu de fato.

                    Saiba, contudo,
                    que de um jeito ou de outro
                    são teus meus pensamentos,
                    meus momentos e meu corpo.
                    Mesmo que eu também nada diga,
                    por um motivo ou outro.

                                           Cristina Manga
                                       (in "Amor Sempre")

      

2 comentários :

  1. Não dá pra descrever o quão belo é este poema!
    Me enche de amor e amo por amar!
    Paulinha

    ResponderExcluir