quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

MEU AMIGO

                                                                                 
                    Meu amigo não tem defeito
                    porque defeito é uma comparação
                    e meu amigo eu não comparo:
                    eu amo e confio e respeito,
                    porque conheço tanto que o escolhi como amigo.

                    Meu amigo não é igual a mim.
                    porque igual a mim só eu
                    e a diversidade faz a complementaridade.
                    Meu amigo tem o direito de sentir raiva
                    porque só ele é dono de suas emoções.

                    Meu amigo pode entender mal uma atitude
                    ou uma situação,
                    mas ele me conhece o suficiente para perguntar
                    sem julgamentos
                    e acreditar no meu coração.

                    Meu amigo tem o direito de estar cansado e não querer conversar,
                    mas sempre saberá que as portas estão abertas para ele.
                    Meu amigo pode ter opiniões diferentes das minhas
                    e nenhuma obrigação de mudá-las por mim,
                    porque meu amigo respeita minha liberdade
                    tanto quanto eu respeito a dele.

                    Meu amigo é único e insubstituível
                    e eu cuido dele como cuido de mim.
                    O amor é assim

                                        Cristina Manga
                                   (in "Estrelas de Barro")

Nenhum comentário :

Postar um comentário