domingo, 18 de janeiro de 2009

MINHAS VERDADES


                                   
                              Perdoem os sorrisos tênues
                              Perdoem as lágrimas que escondo.
                              Perdoem a dor que me fere
                              há séculos destes tempos e de outros.

                              Perdoem o cansaço denso.
                              Perdoem a ferida aberta
                              se acaso a ferir liberta.

                              Perdoem se a ventar escapo
                              procurando espaços e alento
                              e ao passar esbarro
                              no espaço de outros ventos.

                              Perdoem se não sou
                              o que desejam ou pensam.
                              Perdoem se não posso ser
                              outra coisa que não eu mesma.

                                                            Cristina Manga
                                                       (in "Estrelas de Barro")

4 comentários :

  1. Maninha, suas poesias continuam me encantando. Cada uma mais linda do que a outra. A inspiração está a MIL!!!!
    Bjs, da sua Maninha.
    Nora R.C. - Rio - RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que ao longo dos anos você continua gostando do meu trabalho! Obrigada Maninha!

      Excluir