terça-feira, 20 de janeiro de 2009

OBAMA CHEGOU


Eu vi. Eu sou testemunha de um momento único, quando o sonho de milhares do passado se juntou a outras milhares de vozes do presente e um negro assumiu por primeira vez a presidência dos Estados Unidos da América!

Hoje não quero fazer analise sócio-político-econômica do fato. Hoje quero somente sentir essa enorme esperança que de fato eles, e nós todos, podemos mudar e vamos mudar. Acreditar que há sinceridade no olhar, nas palavras e de que não foi em vão, nem será em vão que acreditamos que o homem é capaz de ser maior, mais generoso, mais sensível a outros homens e ao planeta, nossa casa.

Fiquei parada na frente da TV sem querer perder nem um gesto, uma expressão que revelasse o que só pode ser sentido e não visto, nem ouvido. Tentar saber o que se passava de fato dentro daquelas pessoas. Os que saiam e os que entravam. E o desfile foi grande. Contudo, aquela multidão de anônimos, gente particularmente negra e de menos poder financeiro falava por si só em grandes, abertos, largos sorrisos de emoção visível.

Todos paramos para ouvir. No entanto, minha memória traiu meu momento de emoção e a imagem de Touro Sentado, chefe dos Sioux, insistia em assistir à cerimônia. Ele, que morreu à beira de um rio, num ataque do exército dos Estados Unidos, onde estava esperando para assinar mais um tratado de Paz, pois os anteriores foram quebrados pelos homens brancos todas as vezes...
Cristina Manga

2 comentários :

  1. Maninha, eu também fiquei arrepiada diante daquele momento histórico: o mundo inteiro grudado na TV para testemunhar um fato único. Todos cheios de esperança. Oxalá, as expectativas se transformem em realidade, é o que todos nós esperamos.
    Bjs, da sua Maninha
    Nora R.C. Rio - RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente fomos todos traídos de novo.
      Era de se esperar.
      Infelizmente a esperança é cega muitas vezes...

      Excluir