quinta-feira, 27 de março de 2014

PREFÁCIO do livro DOS PÁSSAROS QUE ME VISITAM


Já dizia Fernando Pessoa, “Sábio é o que se contenta com o espetáculo do mundo.”
Cristina Manga, em seu DOS PÁSSAROS QUE ME VISITAM, inviabiliza apresentações, mas numa honra indevida, constrange-me a prefaciá-la. “Um curumim de asas? Coisa rara...” por si só, se anuncia e promove! Talentosa e inteligente, a autora, imersa nas suas atividades de magistério e sociologia, emerge, agora, poeta, em profundos haustos. Nesta primeira publicação em livro, constata-se em sua poesia sentimentos movidos pela energia interior da pessoa Cristina, como no poema Alquimias ; ou seria ao contrário a determinação de Cristina que é mantida por força de sofreres?

                                    ...“Junto as cinzas plasmo o indubitável resto Amor incontestável”?

Congratulo-me como poetisa, vendo-a adentrando o mundo dos escritores, através DOS PÁSSAROS QUE ME VISITAM. Espero-o ponto de partida para novos empreendimentos que venham enriquecer nosso contingente cultural.

Gostei do seu livro, Cristina. Particularizo algumas imagens poéticas ricas como: “Andei pelo mar, brincando ondas...” e,... “No alto da Montanha vi um pássaro chorando olhando um ninho vazio.”!

Diz a nossa poetisa Ana Ivo, no seu Juramento Do Artista, que “O mundo são impulsos no Éter mágico.” Este livro que vos apresento, leitor, é, portanto, no dizer de Pessoa, sábio, e também mágico... Podereis apreciar, além da sensibilidade em Cristina Manga, traços do modo poético de Cecília Meireles. O restante ide descobrir caminhando páginas, ou melhor, voando, com estes pássaros que a visitam - graças a Deus ! – e fazem-na crê-se ... “verso música e vida mesmo depois das partidas enquanto houver naturezas e alguém ouvi-las.”

                                    “Quando uma estrela chora
                                    desconserta os sábios
                                    confunde os mortais
                                    Reclamam todos
                                    Tolos!
                                    Quando uma estrela chora
                                    são águas de Anjos
                                    limpando os cristais”

Felicitado, mesmo, deva ser o leitor – vós que podeis deleitar-vos com esta obra poética contemporânea e mística! Parabéns, Cristina Manga ! O êxito que virá você merece. Vá em frente!

                                                 Recife, 13 de junho de 1999
                                                            Verônica Néry

(A prefaciadora é escritora, poetisa e médica, membro da UBE– União Brasileira de Escritores, Regional Pernambuco e da SOBRAMES – Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, Regional PE)



Nenhum comentário :

Postar um comentário