sexta-feira, 3 de julho de 2015

24 HORAS... MORTE SÚBITA


- Como assim? Morreu? 

- Pois é, fizeram um arranjadinho cheio de manobras e interpretações e mataram. 

- Mas... Mas... 

- Não entendeu ainda? 

- Não! Eles não são os homens que a gente escolhe para fazer leis que protejam a todos na sociedade? 

- São! 

- E eles não discutem antes, estudam, verificam as informações existentes sobre o assunto coisa e tal? 

- Sim! 

- Então? Como morreu? 

- Bem, aqueles que não gostaram das coisas resolvidas fizeram o arrumadinho e passaram com o trator por cima. Simples. 

- Mas o lobo mau nunca vence, nem o Coringa, nem o Esqueleto, nem mesmo as forças do Império! 

- Mas quem manda nessa casa é um lobo mais esperto, ele tem coringas escondidos e forma um grupo mais escuro que o Império. Eles “cunham” suas moedas e argumentos e armas. 

- Então eles não consideram nenhumas das organizações especializadas, nem internacionais, nem especialistas, nem mesmo a Constituição? 

- Não. Eles têm seu próprio especialista e se as coisas não são como ele pensa, bem, então entra em cena o trator cunhador e mata tudo. 

- E pode? 

- Eles dizem que sim, mas na verdade não podem não! Se a casa já resolveu uma coisa que na sua essência é a mesma, isso não pode ser desrespeitado. Mas não esqueça que eles “cunham” do jeito que querem para ficar do jeito que o lobo mau e seus seguidores querem. 

- Então agora a responsabilidade do estado não interessa mais? 

- Mais ou menos isso. Claro que haverão os que vão ganhar muito dinheiro construindo locais próprios para os adolescentes jovens malfeitores. Lá poderão se unir, como acontece com os adultos e formar grupos organizados que controlem os que estão fora e... 

- E teremos o repeteco do que os grandes fazem!? 

- É. 

- Mas, além disso, se só pegam os jovens e adolescentes pobres e negros, agora vão pegar os outros, aqueles filhos de papais ricos? 

- Imagina! Não! Esses vão continuar como estão. São “suspeitos” não marginais. Pagam e saem livres. 

- Entendi. Agora vão matar mais negros e pobres e... tudo dentro da “lei” 

- Você é esperta! 

- Não sou não. Só sei usar a cabeça! Sou humana, né? 

- Sinceramente? Acho que isso de “humano”, “cristão”, não basta. 

- Como não? 

- Porque muitos dos que são gritam alegres em fazer leis que abandonam pessoas, empobrecem o país, aumentam seus próprios salários como bem quiserem (e olha que já ganham um absurdo) desrespeitam quem pensa diferente deles. As normas “humanas” ou “cristãs” não interessam dentro do casa. 

- Já sei, eles “cunham” como querem. 

- Isso! 

- Mas eles não mandam em todo mundo, né? Ainda tem a outra casa, e os juízes supremos! 

- Isso mesmo! Falta saber se a “outra casa” e os juízes e todo o resto da sociedade vão deixar passar. 

- Ah! Que alívio! Estava começando a pensar que os “cunhadores” eram donos do país! 

- Não são não! Não mesmo! 

- Então ainda estamos vivos! Ainda teremos praças! E escolas! E reformas para que os jovens possam voltar para brincar direitinho! O Estado pode estar vivo! Vamos juntar todo mundo!!! Vamos denunciar esse lobo mau cunhador e vamos construir uma sociedade para todos! 

- É a nossa esperança menininha bonitinha! 



Cristina Manga
(in " Pequenos Pensamentos Voadores")





Nenhum comentário :

Postar um comentário