terça-feira, 22 de março de 2016

O ILEGÍTIMO VENDIDO COMO LEGAL



Vivemos dias tristes, onde tudo que minha geração lutou para sermos um país melhor está sendo posto abaixo com o cinismo da "legalidade". O poder pode ser legal, mas terá que ser legítimo para que de fato reflita o desejo da sociedade. Nestes tristes dias o legítimo está bem longe do legal. O preço para o Brasil desta dicotomia é alto e não será pago por aqueles que tramam na calada e disfarçados de legalistas. Será pago pelo povo brasileiro que saiu de uma bota e está sentindo outra bota sob sua cabeça. 

Tal qual em outros tempos, quando a imprensa provocou uma revolta afirmando que a vacina contra a febre amarela visava matar a população, ou mesmo depois, quando saudou o golpe de 64 como tendo devolvido a democracia ao país, hoje é ela que distorce com suas manobras e insufla contra a democracia, dando largo espaço às ilegalidades do judiciário disfarçado de uma espécie de Zorro, todo de preto, porém oposto aos objetivos daquele herói. Zorro lutava contra tiranos. O homem de preto no Brasil usa seus recursos a favor dos tiranos. 

Vivemos tristes dias.

Está claro que não convencem aqueles que conhecem as leis e os atributos que a república concede a cada um dos três poderes. Não convence aqueles que acreditam que a verdadeira democracia é o sistema que queremos e que por ele lutamos. Não convencem aqueles que não guiam suas vidas por preconceitos, nem por objetivos egoístas, como os que se sublevam se algum tostão lhes for retirado de seu poder de consumo. Infelizmente há aqueles que prezam mais suas contas bancárias que a construção de um país que de fato deseje um projeto para todos os brasileiros e não somente para uma minoria que sempre dominou e se enriqueceu mantendo o povo na ignorância e na miséria.

Por todo o país se levantam vozes de estudantes, igrejas, sindicatos, movimentos sociais, juristas, professores, advogados, e demais categorias. Por todo o país e ainda haverão mais vozes! Do exterior chegam criticas profundas de Prêmio Nobel da Paz, de presidentes, de jornalistas de homens e mulheres que sempre lutaram contra o domínio de poucos sobre os povos da terra. E nada disso parece intimidar essa mídia, que sempre impune, continua fortalecendo o clima de confronto, de roubalheira, de caos, que enterra nosso país economicamente e criam o cenário para justificar seus objetivos espúrios contra a democracia e devolver o poder a seus aliados corruptos históricos, denunciados e réus, que ainda circulam pelo Congresso livremente. 

Vivemos tristes dias. Quando se usa as leis para distorcer as leis, não é nem legal nem legítimo! 

Não aceitamos mais nenhum tipo de golpe! Não vão nos calar! Não vão nos convencer com suas roupas pretas que antes deles foram usadas por fascistas que enterraram seus países. Não vão convencer com seus falsos moralistas que estão saçaricando para outros partidos no intuito de tirar o foco sobre si mesmos! Queremos sim a punição de todos que cometeram ilícitos. Isso inclui juristas de qualquer escalão, mídias mentirosas que incitam o ódio e os preconceitos e sonegam impostos. Que expulsem do país os agentes estrangeiros que aqui vêm para instruir o roubo de nossas riquezas e corromper com suas moedas os traidores da pátria e torturadores. 

Queremos respeito! Basta! #NãoVaiTerGolpe

                               Cristina Manga
                               (in "Crônicas")


Nenhum comentário :

Postar um comentário