domingo, 18 de fevereiro de 2018

O CINISMO INSTITUCIONALIZADO



Nestes últimos dias tenho lido e ouvido de tudo um pouco sobre os desfiles, os desgovernos, as violências e agora a “intervenção federal”. Nota-se que muitos nunca moraram no Rio, alguns nem passaram por aqui, e vários só usam seus comentários para justificar o injustificável. Lamentável que estudiosos sérios estejam sendo tratados como meros palpiteiros e, pior ainda, a direita sem argumentos, para variar, se limite a impropérios e agressões. Esquecem que o preço destas barbáries pagaremos todos, independentemente da bandeira política que ostente. 

Vejamos os fatos. 

Temer trama com seus comparsas um golpe, amplamente divulgado por gravações que todos ouvimos, “com supremo, com tudo”. Fizeram. Depois tirar Temer e levar para uma eleição indireta, onde o PSDB colocaria um homem seu. Deu errado. Choveu acusações contra Temer, PSDB, ministros e o troca-troca ainda não acabou. Fundamental era tirar Lula do cenário político. Deu errado de novo. Lula sobe incontestável em qualquer pesquisa de qualquer instituto contra baixíssimos índices de outros candidatos. Moro cada vez mais desmoralizado conta com apoio do STJ para reiterar condenação e aumentar a pena. Agora Lula não pode ser candidato. Será? A reação popular é oposta aos desejos dos golpistas. Aumenta os índices de Lula, aumenta o apoio popular a Lula e aumenta as denúncias internacionais contra uma condenação sem provas e cheia de erros jurídicos. O Brasil continua se desmoralizando no exterior, processo que se iniciou com o impeachment ilegal de Dilma, cresceu com as medidas absurdas de Temer, com a compra de votos no Congresso e a venda a preços irrisórios das riquezas nacionais, algumas inclusive que nunca se vendem por se tratar de segurança nacional. Sem falar de prisões ilegais e/ou desnecessárias para dar material para a mídia, cúmplice maior e indispensável nesse teatro todo. E toma fortunas em propaganda do desgoverno cheias de falsas notícias e distorções de dados. 

Nada funcionou. Nada convenceu de fato e Lula continua uma ameaça para que a elite de sempre volte ao poder. O que fazer agora? 

Vem o carnaval, o mais famoso no mundo, e a Globo concentra esforços em TODOS os seus noticiários mostrando clips repetidos das piores imagens de assaltos, roubos, arrastões, em seus sete noticiários diários! O prefeito vai pra Europa, o governador também se ausenta para sua casa no interior e a cidade fica a mercê da bandidagem, pousando sem medo para as câmaras de TV e celulares da população que adora fornecer informação e ter cinco segundos de fama. E o carnaval? O povo grita que rejeita Temer e seu desgoverno, rejeita todos os preconceitos, mostra que não aguenta mais tanto absurdo. Nas arquibancadas o nome de Lula e Fora Temer. 

Estava montado o teatro necessário para uma intervenção. Claro que não será para o Rio somente! Já o próprio Temer afirmou em cadeia nacional que recebe todos os dias pedidos de intervenção de todo o Brasil! Anuncia um novo ministério só para segurança e agora sim, poderão “intervir” em qualquer parte do país quando bem entenderem e ainda afirmar “que as instituições brasileiras funcionam perfeitamente, respeitando os limites de competências de cada uma”. 

Entendemos, senhor golpista, teremos uma ditadura “constitucionalizada”. 

Nem o famoso humor carioca consegue rir, ou fazer piada deste descarado, deslavado, hipócrita golpe à democracia. E com certeza coloca dúvida contundente se teremos de fato eleições em 2018. 

                              Cristina Manga
                               (in "Crônicas)


Nenhum comentário :

Postar um comentário