sexta-feira, 7 de setembro de 2018

UM ATENTADO E MUITAS VIOLÊNCIAS


A Lei do Retorno não obedece a preferências políticas ou de classes. Ela é inexorável para todos. E aqueles que ainda não entenderam que as coisas seguem como consequência do que plantamos se enganam e pagam um preço até aprender. E muitos continuam sem perceber isso, ou insistindo em manter suas atitudes nada positivas e menos ainda empáticas. Uma lástima. 

Uma pessoa que há anos agride, insulta e incentiva a violência sofreu ontem uma violência que repercute pelo país. Alimentou o ódio, a intolerância e insuflou e insuflam ainda seus apoiadores, toda sorte de comentários violentos. Enquanto seus opositores condenam o ataque, seus apoiadores mantêm as posturas de ódio, de violência, doentes de raivas de toda sorte. O que para o mundo civilizado é um ato inadmissível, para seus seguidores é mais um motivo para insuflar a violência e impor suas ideias. Lamentável e preocupante, demonstra nossa imaturidade democrática e nosso despreparo político. 

São tantas as mentiras, os “fakes” e as manipulações da imprensa, que um grande número de pessoas, inclusive eu, duvidaram ou ainda duvidam do fato, questionando se tudo não passa de uma grande armação para conquistar votos e diminuir rejeição de 44% dos eleitores. Ainda mais quando na véspera é divulgada essa pesquisa e estranhamente o candidato se reúne secretamente com os donos da Rede Globo, emissora envolvida em falcatruas eleitorais conhecidas largamente. E quando vejo a intensa cobertura e o “tom” que essa emissora dá ao atentado, me preocupo mais ainda. 

Democracia é o exercício da discussão política através de ideias e não de violências, insultos, mentiras e ou agressões de qualquer espécie. E com certeza um suposto plano de governo que propõe armar a população civil e declara que se eleito vai “metralhar” opositores, acaba por libertar as loucuras das pessoas e incentivar loucos a cometer atos absurdos. A história mostra vários exemplos disso. E claro que sempre usam o nome de Deus e se declaram devotos! Supostos “homens de bem” que deixam longe o Bem. 

Somente uma sociedade doente pode apoiar propostas que desconhecem marcos civilizatórios mundiais como direitos humanos. E quando agimos como animais numa selva outros animais atacam, sentem-se legitimados a atacar. Colhemos o que plantamos. Isto é fato. 

E enquanto todos se ocupam em discutir o atentado, o desgoverno que nos mata, rouba e entrega o país a preço de banana (acho que a banana está mais cara que nossas empresas) continua com a destruição de nossas riquezas e nosso futuro enquanto nação. E na TV o horário eleitoral e sabatinas com candidatos desfila discursos vazios, promessas mirabolantes, despreparo de candidatos, mentiras ensaboadas de supostas soluções, tudo igual a sempre... Deputados que pretendem compor o Congresso! Gente que ajudou o golpe se propondo ser a salvação do golpe governando o país! E hoje celebrando a Independência! Será que Deus ainda é brasileiro? Oxalá!

               Cristina Manga
               (in Crônicas")


Nenhum comentário :

Postar um comentário